Ensaios poéticos

Postagens populares

Caatinga/ mandacaru em flores

Caatinga/ mandacaru em flores

Árvores da Caatinga

Árvores da Caatinga
Mufumbo florido

Visitantes

domingo, 14 de agosto de 2011

Voz poética de HIlda Furacão/ Poetisa Natalense



A prova

 Voei tão alto
Me esqueci de voltar
Fui nas nuvens vi planalto
Não consegui mais pousar

Na mais alta plenitude
 Perdida de ilusão
Amei muito mais que pude
Me perdi na escuridão

 Quis voltar perdi o rumo
Não sei como retornar
Se tão pouco me aprumo
 Se já não posso voar

Me vejo sem direção
 Sinto o tamanho da queda
Dispara meu coração
 Fico muda, fico cega

Vou perdendo a esperança
Penso quem me salvará?
Deus veio em minha lembrança
Ergo os oplhosele está lá

 Minha esperancça renovaSinto
Não estou sozinha
de tudo eu tirei a prova
Eu sou a mesma andorinha

Novas forças eu criei
 Por Deus está ao meu lado
 Agradecendo eu orei
Por Deus ter me  cuidado

Autora: Hilda Furacão - Texto da sua obra:
 "Contemplação do Amor "