Ensaios poéticos

Postagens populares

Caatinga/ mandacaru em flores

Caatinga/ mandacaru em flores

Árvores da Caatinga

Árvores da Caatinga
Mufumbo florido

Visitantes

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Amor eterno... Fátima Alves - Poetisa da Caatinga - Cel. João Pessoa E São miguel /RN










 Amor e Eterno..
 Por minha Terra
"A Caatinga"

O chão por onde piso
Muito o admiro
Por isso cuido dele
Como se o mesmo fosse
A minha própria pele
E não estou exagerando
Todo esse meu carinho
Pode parecer estranho
Mas amo infinitamente
Qualquer pedaço...



Seco ou verde
Do corpo pra mim sagrado
Da minha magnífica e eterna
Querida mãe caatinga...
             ********
Fatima Alves/ poetisa da Caatinga
Natal: /23.06.09 - Texto do meu 2º Livro

"Retratos Sentimentais da Vida na Caatinga"



domingo, 26 de agosto de 2012

Tempo de Seca no Semiárido: Voz de Fátima Alves - Poetisa da Caatinga- São Miguel / Cel. João Pessoa




Tempo de Seca no Semiárido

Neste ano de 2012
Choveu pouco no semiárido
Tudo ficou verde! Por breve tempo
As nuvens não choraram mais
E a águas de suas lágrimas nos faltaram
Não encheram açudes, nem barragens
Os rios e riachos temporários
Parecem agora estradas
Porque não receberam
As águas de suas cabeceiras
Aquelas que vêm correndo
Do topo das Nossas Serras
E agora dorme a caatinga
Um sono triste! Como se tivesse morta!
Parecendo um malvado encantamento
Mas para quem entende esse fenômeno
A Caatinga dorme lindamente...
Reação de sua própria evolução
Desse bioma de clima semiárido
Para não morrer!
E após as chuvas ressuscitar!

Fátima Alves/ Poetisa da Caatinga
Natal/25.08.2012